segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Resenha do livro "O Caso dos Exploradores de Caverna", de Lon Fuller, por Caio Botelho*

*estudante de Direito do Centro Universitário Jorge Amado

O livro “O Caso dos Exploradores de Cavernas”, do professor estadunidense Lon Fuller, traz ao leitor uma das mais intrigantes obras de ficção jurídica, tema de inúmeros júris-simulados e alvo de estudos da parte de estudantes do curso de Direito, em especial dos semestres iniciantes.

CLIQUE AQUI PRA CONTINUAR A LER A RESENHA

16 comentários:

Nataliane disse...

Olá Caio,gostei da sua opinião,entretanto ao meu vê,antes do direito positivado,já existia o Homem, e suas necessidades, não digo que os 4 mencionados agiram em legitima defesa e sim estado de necessidade. Explicarei muitos juristas e acadêmicos de direito, vê o estado de necessidade como uma forma de dupla...,ou seja,vê de forma que só seria tal fato se houvesse 2 pessoas.Digo isso Caio por quando iniciamos no Curso de Direito..o exemplos dados nos casos de estado de necessidade,sempre é " duas pessoas em um barco,com um colete,pode-se ceifar para sobreviver" Ora meu caro se eu posso ceifar para sobreviver a um naufrágio.porque não ceifaria para sobreviver,de forma alimentícia, é instinto de todo ser vivo a procura de sua alimentação.e deve ser lembrado que o ser humano ao se sentir ameaçado recorre as seus instintos mais primitivos, e agem de acordo com seus antepassados.Outro fato relevante seria,de que me adiantaria a vidas de 11 pessoas,para salvá-los,seria um fato inútil...enfim tenho uma longa justificativa para defende-los..caso se interesse mande a resposta meu email..
nanans13@hotamil.com
Sou acadêmica de direito. E agora nessa semana participarei de um júri simulado.. Onde serei a defesa.
Mesmo inversas nossas conclusões foi um prazer adquirir mais um conhecimento no mundo jurídico... Mundo este cheio de divergências..entretanto com maravilhas a ser exploradas...
São coisas assim que fazem de nossos futuros profissionais. Uma vasta floresta de conhecimento.

Franciele disse...

ola caio,,,bom sou a jessica tbm faco direito mais estou no segundo periodp...bom tenho um juri simulado e gostaria muito que vc me ajudasse...encarecidamente jessica paula da costa andrade...meu email e msn e jessica-paula06@hotmail.com...me add por favor...bjao ...jher

Geovanni disse...

Olá, Caio. Parabéns pelo seu artigo acerca da obra "o caso dos exploradores de cavernas". Sou estudante de Direito e estou fazendo uma resenha crítica acerca da obra. Eu os inocentaria. Por vários motivos, um deles é a grande indagação acerca de quem seria a culpa, então, da morte dos dez operários? E também temos que observar que é direito natural do ser humano e dever primordial do Estado garantir o direito à vida. Na situação em que eles estavam submetidos, o Estado não podia fazer nada. Não tiveram escolha. Podemos até dizer que eles mataram em legítima defesa "da vida". Me add no meu msn geovanni_cf@hotmail.com

Jana* disse...

Eu não faço direito e me considero completamente leiga no assunto. No entanto se era crime o que os exloradores fizeram por que ninguém se opos quando foi questionado pela vitima a hipotese de se alimentar de um deles. Se havia tantas autoridades no local por que ninguém previniu eles de que : eles poderiam se alimentar uns dos outros, mas haviria consequências posterior a isso.

Lucas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lucas disse...

Ola caio tudo bom,
poxa preciso de alguns conselhos sobre fazer a resenha critica dos exploradores de caverna estou no 1 periodo estou com muitas duvidas caso o senhor poder me ajudar ficarei feliz!
obrigada
meu msn e jhesen22@hotmail.com

aniska.jardim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sarita disse...

Olá Caio tdo bem?Gostei muito da resenha O caso dos exploradores de cavernas, faço direito estou no 1º termo,mas agora eu precisava da resenha A arte da Guerra e como gostei mto da forma que vc explica,é bem claro tem como me arrumar ,se puder me add no msn sasa_pinholi@hotmail.com. Grata! Sarita

Anônimo disse...

Oi Caio, li o sua resenha pois estou na mesma situação de algumas pessoas ai.... Estou no Segundo semenstre de Direito e também obtenho dúvidas de como fazer a minha resenha desse livro. Caso voçê possa me ajudar meu e-mail é princess.lana1@hotmail.com ( não vou passar msn por que não tenho tempo, vida de Estudante de Direuto né rsrsrsr..... Obrigada.

yrish.costa disse...

Olá Caio! Toda contribuição de conhecimento é válida e deve ser respeitada. Faço faculdade de direito e preciso fazer uma resenha deste livro. Caso você possa me ajudar, este é meu e-mail: iriscosta68@hotmail.com

elaineadv_2006 disse...

olá, caio meu nome é Elaine Araújo tambem faço direito ia fazer na unijorge da paralela mais perdi a prova tou fazendo no catolica no campus de pituaçu, olha a respeito da resenha tambem tou fandendo uma e um amigo me falou da sua muito boa tá, ate meu abriu os olhos para pontos que não tinha notado antes. continua assim.

Filovida disse...

Olá Caio.

Sou acadêmica de Direito li sua resenha e achei seu ponto de vista interessante.
Mas penso que tudo o que nós fazemos na nossa vida tem consequência. Analiso o lado dos exploradores sobreviventes para chegar a essência da aplicação daquela lei ao caso. Esse caso na verdade formou uma roda que inciou com a morte de Roger Wethmore e acabou com a morte daqueles que lutaram pela sua vida, mas nadaram e morreram na praia. Por que? Tiraram a vida de uma pessoa que com certeza não queria morrer, alegando "questão de sobrevivência" todavia a lei exercendo sua função de punir quem a infringe fez a mesma coisa que os réus fizeram com Wethmore. Tudo bem que não foi por sobrevivência e sim uma punição mas os aplicadores da lei não levaram em consideração que se eles cometeram aquele ato horrendo, é porque obviamente não queriam morrer e a lei foi e simplesmente jogou a glória da sobrevivência e esperança de continuar suas vidas numa forca. Não sou favorável a inocência dos réus, pois no tribunal com certeza eles se viram no lugar de Wethmore prestes a condenação a morte, mas por outro lado acredito que pela coragem que eles tiveram para lutar por suas vidas sou a favor do que foi pedido no começo do livro: a comutação da pena em prisão, pois de alguma forma eles não poderiam ficar impunes, mas só quem tem direito de tirar a vida de alguém é quem a fez e a dá, ou seja, Deus o Criador.

Ana Paula disse...

ola Caio, sou estudante do 2º periodo de direito, e tenho um trabalho para apresentar, no quaal tenho que apontar passagens no texo que infriga o preambulo da Constituição Federal, se tal caso estivesse ocorrido no Brasil... será que voce pode me da uma ajudaa??
e-mail: anapaula_.fonsca@hotmail.com

Obrigado

SANT'ANNA disse...

Olá Caio, Me chamo Sérgio Sant'anna e sou estudante de Direito, e já na minha 4ª semana de aula me deparei com "O Caso dos Exploradores de Caverna", é sempre muito bom conhecer a opinião de outros colegas, isso me ajudou a esclarecer algumas idéias. se puder me inclua nos seu grupo de contatos sergiodisantanna@hotmail.com.

Grato.

pittt disse...

OLA CAIO.AMEI SUA RESENHA.ME AJUDA A FAZER FIQUEI COM Á PARTE DA DEFESA NÃO SEI COMO FAZER.
BOA NOITE.

pittt disse...

otimo
me ajuda fazer a defesa do "O Caso dos Exploradores de Caverna", de Lon Fuller,por favor me manda como faço.